Trégua em Azovstal para retirada de feridos ucranianos

Mais de 30 crianças continuam no interior de Azovstal  
REUTERS/Alexander Ermochenko

Agência France Presse cita o ministro da Defesa russo.

Em comunicado, o ministro da Defesa anunciou uma trégua em Azovstal para retirar feridos ucranianos.

O governante refere que foi aberto um corredor humanitário para que através do qual soldados ucranianos que estejam feridos possam ser transferidos para hospitais em Novoazovs’k, território que é controlado por forças russas e pró-russas.

Segundo a Rússia, a solução resultou de negociações com os combatentes ucranianos que estão no complexo industrial.

Até ao momento, não se sabe quantas pessoas vão ser retiradas de Azovstal.

De acordo com as autoridades ucranianas, há ainda cerca de 1000 soldados no local, dos quais 600 estão feridos.