fbpx
Select Page
Mundo

Três homens condenados por engano libertados 36 anos depois

O caso ocorreu no Estado de Maryland, nos Estados Unidos da América, em 1983.

30 Novembro, 2019 - 16:35

Diogo Ramalho
TODD KIMMELMAN/MIAP (MID-ATLANTIC INNOCENCE PROJECT)

Alfred Chestnut, Andrew Stewart e Ransom Watkins tinham 16 anos quando foram condenados, em 1984, pelo homicídio, no ano anterior, de um jovem de 14 anos, morto com um tiro no pescoço a caminho da escola, na cidade de Baltimore, no Estado norte-americano de Maryland.

A investigação foi reaberta este ano, depois de um dos condenados ter enviado uma carta com novas provas para um departamento do Ministério Público que trabalha na identificação de falsas condenações.

Os procuradores revelaram que, durante a investigação inicial, a polícia ignorou e omitiu declarações que apontavam outra pessoa como sendo o homicida. O suspeito principal morreu em 2002.

O juiz ordenou a libertação dos homens depois de rever o caso.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa