fbpx
Select Page
Mundo

Turquia acusa 20 sauditas da morte de Khashoggi

Jornalista Jamal Khashoggi foi assassinado em outubro de 2018, em Istambul.

25 Março, 2020 - 12:52

Diana Rosa Rodrigues

A Turquia acusou 20 sauditas da morte do jornalista Jamal Khashoggi. Entre os acusados estão duas pessoas próximas do príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman.

São eles o ex-vice-chefe dos serviços inteligência saudita Ahmad Asiri e o antigo assessor real Saud al-Qahtani, suspeitos de serem os autores intelectuais do crime.

Os restantes 18 estão acusados de realizar o que acusação apelidou de “matança deliberada e monstruosa” do jornalista, ocorrida no interior do consulado saudita em outubro de 2018.

Apesar de Mohammed bin Salman continuar a negar qualquer envolvimento no crime, várias agências de informação ocidentais acreditam que terá sido ordenado por ele. De recordar que Jamal Khashoggi era um jornalista muito crítico do regime saudita.

A acusação abre assim portas a um julgamento que ainda não tem data para iniciar. Todos os acusados enfrentam uma pena que poderá ir até prisão perpétua.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa