fbpx
Select Page
Planeta Record

‘Jornal da Record’ inova e exibe reportagens em banda desenhada

É a primeira vez que uma produção em banda desenhada é produzida na televisão aberta brasileira. Esta nova série sobre tráfico humano vai ser emitida no ‘Jornal da Record’.

9 Junho, 2021 - 11:00

Record TV Europa
Record TV

A nova série do ‘Jornal da Record’, sobre tráfico humano, estreia na terça-feira (11.05) com uma reportagem produzida de forma inédita na TV aberta brasileira. Pela primeira vez, uma emissora apresenta uma reportagem num telejornal com uso da linguagem de banda desenhada.

O tráfico internacional de pessoas é um dos crimes mais rentáveis no mundo, atrás apenas das drogas e armas. A nova série especial, ‘Aprisionadas’, conta, em quatro reportagens, o drama vivido por brasileiras vítimas deste tipo de crime. Todos os casos têm um ponto de partida em comum: o aliciamento pelas redes sociais. Quatro temas serão desenvolvidos: grupos extremistas, tráfico de órgãos, exploração sexual e escravidão contemporânea.

A repórter Thais Furlan teve acesso a denúncias de mulheres que eram levadas, num esquema criminoso de tráfico de órgãos, para fora do Brasil. Uma delas, traumatizada, não quis gravar entrevista para as câmaras, mas narrou em áudio tudo o que aconteceu. E, para contar essa história, a equipa do ‘Jornal da Record’, aposta no jornalismo em banda desenhada.

Para não expor essa vítima, a segunda reportagem da série, une o desenho e a voz para apresentar um crime. Alexandre de Maio, uma das maiores referências do Brasil em jornalismo em banda desenhada, faz parte deste projeto. Jornalista premiado no Brasil e no mundo, prova que a banda desenhada também pode informar. A história é real e, através do desenho, é possível revelar detalhes do local, do suspeito e de todas as situações.

As reportagens são de Thais Furlan, Fernanda Camargo, Daniel Arcanjo e Lucas Bueno, com coordenação de Rosana Teixeira.

 

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa