fbpx
Select Page
Planeta Record

Nelson Freitas: “O R&B é o que mais me define”

Há quem chame ‘Mr. Magic’ a Nelson Freitas. Considerado um artista do mundo, o autor holandês de origem cabo-verdiana, com hits em vários idiomas, foi um dos convidados especiais do ‘Palco Record’.

8 Julho, 2020 - 18:00

Record TV Europa
Record TV Europa

O cantor Nelson Freitas falou sobre os seus sucessos e próximos projetos, ao Palco Record.

Sara Veloso: Comecemos pela música ‘Bo tem mel’. Esperavas que se tornasse num sucesso em Portugal?
Nelson Freitas:
Nunca se tem a ideia da dimensão, quando se sai do estúdio. Podes achar que a música é boa, mas é sempre o público a decidir o sucesso.

SV: Foste apanhado desprevenido?
NF:
Mais ou menos, porque foi a última música que coloquei no CD, então decidi que devia ser cantada em vários idiomas, uma mistura de português, crioulo e inglês.

SV: Nasceste na Holanda, tens origens cabo-verdianas e cantas em português, inglês e crioulo…
NF:
É um ‘bolo’ de idiomas.

SV: Que estilo de música é que te define?
NF:
O R&B é o que mais me define e é o que mais gosto de ouvir, mas a música da ‘terra’, de Cabo Verde, é muito importante. A minha mãe e o meu pai ouviam sempre músicas da Cesária Évora e eu cresci com elas. Na escola ouvia muito Hip-Hop ‘old shool’, mas a música cabo-verdiana estava sempre lá.

SV: Sendo as tuas influências R&B, porquê Kizomba?
NF:
É uma história engraçada. O meu tio, Johny Ramos, que também é produtor, estava a produzir um disco e houve um artista que não conseguia entrar nesse mesmo projeto. A música estava quase pronta, então arrisquei e pedi para que me deixasse ‘mexer’ no beat. O meu tio perguntou-me o que ia fazer e eu disse para não se preocupar. O resultado foi  um beat de Hip-Hop. Ao exportar os ficheiros para o estúdio, levou uma mistura de kizomba que funcionou. O disco fez tanto sucesso em Angola, Moçambique e Cabo Verde, que começámos a viajar em trabalho.

SV: ‘Every day all day’, que cantas com Juan Magán, foi também uma grande aposta. Como surgiu esta parceria?
NF:
Fui para a Holanda gravar com um produtor muito importante e fizemos a música num dia. Procurávamos alguém para cantar comigo e surgiu Juan Magán, um nome já conhecido internacionalmente.

SV: Que sentimento queres que os teus fãs sintam quando ouvem a tua música?
NF:
Os fãs gostam sempre de músicas mais calmas, como a ‘Miúda Linda’, mas também gostam das mais mexidas. Faço música para todos os gostos.

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa