fbpx
Select Page
Planeta Record

Vencedora do ‘Top Chef’ guardou prémio para realizar sonho

Um ano após vencer a primeira temporada do formato apresentado por Felipe Bronze, Giovanna Perrone acredita que o programa é uma oportunidade única.

2 Julho, 2020 - 15:39

Record TV Europa
Antonio Chahestian/Record TV

Pouco mais de um ano após ser anunciada como a grande campeã da primeira temporada do reality show, a chef Giovanna Perrone confessa que guardou o prémio para realizar um grande sonho. “Eu não venho de uma família rica, mas sempre tive uma vida confortável. O prémio foi a primeira hipótese de mudar o meu destino. Há um ano, não estava preparada para a mudança. Então, investi o prémio, que está a render, para realizar o sonho de ter o meu restaurante. Desse dinheiro, apenas troquei de telemóvel e ajudei alguns familiares com coisas pequenas.”

A chef revela que a pandemia adiou os seus planos, já que estava para assumir a cozinha de um restaurante. “Resolvi então voltar os olhos para o café que tenho com meu namorado no bairro do Tatuapé (São Paulo), pois a nossa missão é manter o negócio aberto e não demitir nenhum dos funcionários”.

Para Giovanna, há uma grande diferença entre cozinhar num restaurante e no reality Top Chef: “A pressão de um restaurante lotado, com tarefas a acumular e uma cozinha caótica é algo de que eu gosto. Agora, a pressão de tempo, câmara e imensas pessoas a perguntar coisas no meio da prova, é diferente. No início, destruí–me e achei que estava a ser a pior cozinheira de todas”, relembra.

Nos bastidores do formato, Giovanna conta: “A final é o momento mais difícil, porque tu sabes que não terás como recuperar. Em quase todas as provas, começamos com uma coisa na cabeça e vamos mudando conforme o tempo vai passando. Mas houve uma prova de sobremesa que me desestabilizei completamente. Vi o episódio e não me reconhecia. O terror que eu faço na minha cabeça é maior do que qualquer outra pressão do Top Chef. Acho que isso foi algo que o programa me ensinou, a não ser tão cruel comigo mesma”.

A vencedora da primeira temporada do reality show deixa ainda um conselho aos novos participantes. “Se decidiram embarcar nesta aventura, aproveitem para mostrar quem são vocês, ousar e testar aquilo que às vezes não é possível no restaurante. Em muitas provas a cozinha é livre e na despensa do Top Chef há de tudo, muitos ingredientes com os quais nunca trabalharam. É o momento de arriscar! Eu arrisquei muitas vezes, mas fui muito cruel comigo mesma. Poderia ter-me divertido mais. É uma oportunidade única, o que for difícil vai passar, é algo que tem data para começar e terminar”.

O reality show Top Chef está de volta dia 19 de julho, às 21:00 (Lisboa).

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa