fbpx
Select Page
Portugal

Adolescentes têm comportamentos sexuais de risco

Mais de um terço dos jovens portugueses admite que não usou preservativo na última relação sexual.

13 Abril, 2019 - 17:13

Patrícia de Freitas

14,5% dos jovens inquiridos no estudo “Comportamentos sexuais de risco nos adolescentes”, a que a agência Lusa teve acesso, afirmou ter tido relações sexuais sob efeito de álcool ou drogas.

O relatório expressa ainda que “uma minoria significativa” (34,1%) assumiu não ter usado preservativo no último ato sexual. Os rapazes são os que mais vezes praticam relações associadas a bebidas alcoólicas e substâncias ilícitas e a maioria não está vacinada contra o HPV, vírus do papiloma humano.

Os dados recolhidos permitiram concluir que a geração mais nova, alunos do 8.º ano, são os que mais frequentemente se relacionam sexualmente com o consumo de álcool ou drogas associado.

Os resultados negativos por este estudo são explicados pelos investigadores pelo “desinvestimento na educação sexual”, poucas campanhas de prevenção e o facto da HPV ser reconhecida como uma doença crónica e não “uma sentença de morte”, levando à desvalorização da proteção.

Advertisements

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa