fbpx
Select Page
Portugal

Alunos cegos fazem exames nacionais em braille

Mais de 200 exames nacionais foram adaptados para alunos cegos ou com baixa visão.

18 Junho, 2019 - 10:27

Record TV

Os exames em braille podem ter até 30 páginas, sendo estes alunos considerados uns “heróis” para o Ministério da Educação.

Filomena Pereira, responsável da Direção de Serviços de Educação Especial e Apoios Socioeducativos, um organismo do Ministério da Educação revela que está tudo a postos para o início de mais uma época de exames nacionais.

Este ano estavam inscritos 150 mil alunos do secundário, cerca de 65 alunos são cegos e a maioria vai realizar provas nacionais.

“É muito exigente para um cego fazer um exame nacional. Enquanto o seu colega precisa de ler cinco ou seis páginas, ele precisa de ler 30. Têm de ser heróis”, defendeu Filomena Pereira.

As escolas pediram 154 enunciados de exames nacionais adaptados para alunos com baixa visão, mas apenas 19 serão em braille.

Exames de Biologias e Geologia, que dá acesso ao curso de Medicina, também foram adaptados para que possam ser feitos por alunos cegos.

As provas de História, Português, Filosofia e Geografia também foram adaptadas para estes alunos.

Todas as provas são feitas pelo Instituto de avaliação Educativa (IAVE), que contou com a colaboração de alguns elementos da Direção de Serviços de Educação Especial e Apoios Socioeductivos.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa