fbpx
Select Page
Portugal

Ataque de Alcochete: Todos os arguidos vão a julgamento

Decisão instrutória do juiz Carlos Delca foi conhecida há instantes, no Tribunal de Instrução Criminal do Barreiro. "Mustafá" é o único que vai continuar em prisão preventiva.

1 Agosto, 2019 - 14:13

Anabela Benedito

A decisão instrutória, a cargo do juiz de instrução criminal Carlos Delca, entregue na tarde de hoje em ‘CD’ aos advogados, determina que todos os 44 arguidos no processo, incluindo o antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, vão ser levados a julgamento.

Para Bruno de Carvalho mantêm-se as apresentações diárias e caução de 70 mil euros. Os restantes arguidos vão passar para prisão domiciliária à exceção do ex-cabecilha da Juve Leo, Mustafá, que se mantém em prisão preventiva.

Aos arguidos que participaram diretamente no ataque à Academia do Sporting, o MP imputa-lhes na acusação a coautoria de crimes de terrorismo, de 40 crimes de ameaça agravada, de 38 crimes de sequestro, de dois crimes de dano com violência, de um crime de detenção de arma proibida agravado e de um de introdução em lugar vedado ao público.

Bruno de Carvalho, o líder da claque Juventude Leonina, Nuno Mendes, conhecido por ‘Mustafá’, e Bruno Jacinto, ex-oficial de ligação aos adeptos, estão acusados, como autores morais, de 40 crimes de ameaça agravada, de 19 de ofensa à integridade física qualificada, de 38 de sequestro, de um crime de detenção de arma proibida e de crimes que são classificados como terrorismo, não quantificados. ‘Mustafá’ vai responder também por um crime de tráfico de droga.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa