Autarquias reduzem iluminação de Natal

Autarquias reduzem iluminação de Natal
Envato
PUB

Por esta altura, várias cidades já começam a montar as luzes de Natal. Este ano, a crise energética está a levar a maioria das autarquias a reduzir a iluminação ou a optar por tecnologias de baixo consumo.

Em Lisboa, a iluminação de Natal é um autêntico chamariz de turistas e portugueses, mas este ano, a Câmara decidiu reduzir o horário em que estão ligadas. Vão funcionar das seis da tarde à uma da manhã.

Para reduzir consumos, a autarquia da capital optou por utilizar lâmpadas de tecnologia LED o que vai permitir poupanças na ordem dos 50% quando comparado ao ano passado.

Também em Oeiras foi reduzido o período de duração da iluminação. Em anos anteriores era ligada a partir de 11 de novembro e este ano só serão acesas dia 6 de dezembro.

No Porto, à semelhança do que acontece em Lisboa, a iluminação será LED começou a funcionar no final de novembro, de domingo a quinta-feira entre as 18h e as 23h. Às sextas-feiras, sábados e vésperas de feriado, o funcionamento prolonga-se até à meia-noite.

No sul do país, em Vendas Novas, no distrito de Évora, as luzes exteriores dos edifícios municipais vão ser desligadas para poupar energia e a iluminação festiva vai estar em menos locais.

Em Faro, no Algarve, as luzes de Natal vão estar ligadas entre as cinco da tarde e até à meia-noite. Em anos anteriores estavam acesas até às duas da manhã.

Um pouco por todo o país, as autarquias tomam medidas para fazer face à crise energética. Mudar para iluminação de baixo consumo ou reduzir o período são algumas das medidas adotadas.