Autoridades portuguesas e espanholas realizam buscas em Pontevedra

Polícia Judiciária
Foto Record TV

Investigação internacional relativa a tráfico e viciação automóvel.

As autoridades portuguesas e espanholas realizaram várias buscas domiciliárias e não domiciliárias no centro de Pontevedra, na Galiza, em Espanha, no âmbito de uma investigação internacional relativa ao tráfico e viciação automóvel, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

“No âmbito do presente inquérito, já em 05 de julho de 2022, na sequência de várias diligências, foram detidos pela Polícia Judiciária, em Portugal, seis indivíduos sob quem recaem fortes suspeitas de integrarem o grupo criminoso em investigação”, refere a PJ, em comunicado.

Esta força de investigação criminal adianta que “a operação em curso e as buscas agora realizadas visam a recolha de elementos probatórios de diversa natureza, tendentes ao esclarecimento dos factos objeto do inquérito”, acrescentando que, até ao momento, foram recuperadas 76 viaturas, avaliadas em mais de dois milhões de euros.

“Os veículos eram adquiridos em Portugal com recurso a crédito, também este obtido com documentação suporte falsa, e levados para Espanha e outros países da Europa, furtando-se os autores ao pagamento das respetivas rendas”, lê-se no comunicado da PJ.

Posteriormente, os veículos “eram submetidos a alterações documentais e colocados nestes países, onde eram novamente inseridos no mercado, legalizados com recurso a documentação falsa, passando a circular com matrícula e documentos aparentemente válidos”.

A operação desenvolvida por vários grupos do Corpo Nacional de Polícia de Espanha, nomeadamente com o Grupo Especial de Resposta ao Crime Organizado, contou com a participação de vários inspetores da Diretoria do Norte da Polícia Judiciária.

O inquérito é titulado pelo MP no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto.