Autoridades prendem cinco suspeitos de provocarem incêndios

Autoridades prendem cinco suspeitos de provocarem incêndios
EPA/ Hugo Delgado

Só esta terça-feira as autoridades anunciaram a detenção de cinco suspeitos de incendiarismo. Terão ateado fogos em Vila real, Cinfães, Penafiel, Mirandela e Santa Comba Dão.

Só este ano em Vila Real a GNR já contabiliza a detenção em flagrante de 11 incendiários. O último suspeito foi apanhado esta segunda-feira depois de um alerta de incêndio. As equipas de Proteção Florestal detetaram no local do incêndio o suspeito, um homem de 39 anos munido de um isqueiro. O fogo consumiu cerca de um hectare.

Foi também um dia de vários comunicados da Polícia Judiciária a dar conta de mais quatro detidos por suspeitas de fogo posto.

Em Cinfães, foi detido um suspeito de incendiar áreas da freguesia de Souselo. O homem de 54 anos também terá utilizado um isqueiro.

Em Penafiel, a judiciária acredita ter apanhado o presumível autor de quatro incêndios na freguesia de Duas Igrejas e Marecos. Novamente com recurso a um isqueiro o homem terá ateado fogos que consumiram mais de 60 hectares de floresta. Tem 35 anos e é reincidente.

Em Trás-os-Montes, um homem de 55 anos foi detido por suspeitas de incendiarismo em Mirandela.

No concelho de Santa Comba Dão um homem de 47 anos é suspeito de provocar um fogo nas localidades de Alvarim e Chancela na freguesia de Dardavaz.

Em nenhum dos cinco detidos anunciados esta terça-feira são conhecidas as medidas de coação.