Cerca de 100 concelhos em perigo máximo de incêndio

Incêndios: Mais de 7.500 incêndios e mais de 58.000 hectares ardidos este ano
LUSA/ Rui Minderico

Perigo de incêndio rural vai manter-se elevado em algumas regiões do continente, mas vai diminuindo até sexta-feira.

Cerca de uma centena de concelhos de 11 distritos de Portugal continental apresentam esta segunda-feira perigo máximo de incêndio rural, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em perigo máximo estão concelhos dos distritos de distritos de Faro, Beja, Portalegre, Castelo Branco, Santarém, Leiria, Guarda, Coimbra, Viseu, Vila Real e Bragança.

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental em perigo máximo, muito elevado e elevado de incêndio rural.

Segundo o Instituto, o perigo de incêndio rural vai manter-se elevado em algumas regiões do continente, mas vai diminuindo até sexta-feira. O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo e os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para esta segunda-feira no continente céu pouco nublado ou limpo, com nebulosidade matinal no litoral Norte e Centro e vento por vezes forte na faixa costeira ocidental, no barlavento algarvio e nas terras altas.

A previsão aponta ainda para possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral Norte e Centro, pequena descida da temperatura mínima no interior Norte e Centro e subida na costa sul do Algarve e da máxima no litoral oeste da região Sul.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 13 graus Celsius (em Braga e Viana do Castelo) e os 28 (em Faro) e as máximas entre os 24 (em Aveiro e Viana do Castelo) e os 40 (em Faro).