Chefes da urgência do Hospital de Ponta Delgada apresentam demissão

Problema de fecho de urgências vai agravar-se até ao final do ano
Photo by Karolina Grabowska on Pexels.com
PUB

Dizem que não estão reunidas as condições mínimas para prestar os melhores cuidados de saúde aos utentes.

Os cerca de dez chefes de equipa do Serviço de Urgência do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, nos Açores, apresentaram demissão.

Os médicos dizem que não estão reunidas as condições mínimas para prestar os melhores cuidados de saúde aos utentes e que ainda não foi conhecida a escala dos horários para o próximo mês, avança o Jornal Açoriano Oriental.

Recorde-se que noutros hospitais do continente também se registaram demissões esta semana.

Na segunda-feira, os chefes de equipa do Serviço de Urgência Geral (SUG) do Hospital de Almada apresentaram a demissão dos cargos, em protesto com a escala de dezembro, que consideram estar “abaixo dos mínimos”.

Ontem, demitiram-se chefes e subchefes das equipas do Serviço de Urgência de Medicina do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), por considerarem estar em causa a qualidade assistencial e a segurança dos utentes.