fbpx
Select Page
Portugal

Crime em Arruda dos Vinhos: Vítima já tinha apresentado queixas de violência doméstica

Exclusivo Record TV
A mulher que foi assassinada esta quarta-feira em Arruda dos Vinhos já tinha apresentado várias queixas de violência doméstica contra o atual companheiro.

4 Outubro, 2019 - 18:54

Anabela Benedito
Reprodução Facebook

Camila e Robson viviam uma relação proibida e conturbada. Primos em primeiro grau, o casal decidiu deixar tudo no Brasil para recomeçar uma vida a dois, longe da reprovação da família.

Aterraram em agosto, em Lisboa onde vive um primo. Foi quem os acolheu e testemunhou de perto os ciúmes descontrolados de Robson Mandela.

À Record TV, um familiar que não quis ser identificado, admite que Robson agredia Camila com frequência. Num dos episódios, a jovem de 30 anos apresentou queixa na esquadra da PSP em de São João da Talha. A seguir foi notificada para comparecer no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Apesar dos inúmeros episódios de discussões e violência doméstica, Camila desculpava o comportamento de Robson, ignorando os avisos da família.

Há cerca de 20 dias, o casal foi viver para Arruda dos Vinhos, por intermédio de uma amiga da mãe de Robson, altura em que o primo deixou de ter notícias do casal. Mas apesar da mudança, as agressões continuavam. A GNR foi chamada após mais uma denúncia de violência doméstica.

A mãe de Camila, que reside no estado brasileiro de Minas Gerais, em Ipatinga, temia o pior e pedia mesmo que a filha voltasse para junto da família.

Na quarta-feira de manhã, Robson pegou numa faca e desferiu um golpe nas costas da companheira. Um único golpe certeiro e fatal. A seguir embrulhou o corpo num lençol e colocou-a dentro de uma mala de viagem que tinha acabado de comprar.

Depois de assassinar Camila Robson tinha que se desfazer do corpo. Mas o plano de esconder a mala terminou cerca de 200 metros depois de sair de casa, altura em que o puxador de plástico da mala se partiu.

Descontrolado, Robson, abandona a mala com o corpo de Camila num passeio da Urbanização Fonte do Ouro, local muito movimentado. A seguir voltou a casa para apagar todas as marcas de sangue da vítima.

Restavam poucas alternativas para o homicida. O plano seguinte era fugir para França, país onde tinha vivido até há pouco tempo. Robson foi capturado por volta das 2h00 desta quinta-feira. Estava escondido numa zona de vegetação densa, próximo do local onde à tarde tinha deixado a mala.

No Brasil, a família está em choque com o desfecho macabro desta história. Sabe a Record TV que nesta altura não têm condições financeiras para pagar a trasladação do corpo de Camila para a terra natal.

Camila e Robson viviam relação proibida

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa