fbpx
Select Page
Portugal

Cristina Tavares regressa à corticeira que a despediu duas vezes

Trabalhadora vai ser reintegrada na empresa em julho.

26 Junho, 2019 - 12:30

Record TV

O julgamento para decidir a reintegração de Cristina Tavares estava marcado para esta manhã mas, antes do início da sessão, os advogados de ambas as partes chegaram a um consenso.

Cristina Tavares vai voltar a trabalhar na empresa que a despediu por duas vezes de forma ilícita.

A notícia foi confirmada por Alírio Martins, do Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte (SOCN). “A reintegração vai ser rápida, provavelmente já no início do próximo mês”, disse ao jornal Público.

Cristina Tavares deverá receber uma indemnização por danos morais e outra por compensação do tempo que esteve desempregada.

Durante o processo, a trabalhadora recusou as propostas de um possível acordo extrajudicial, mantendo a intenção de voltar a trabalhar na corticeira Fernando Couto.

Cristina Tavares foi despedida duas vezes pela empresa. A primeira em janeiro de 2017, que foi considerada ilegal pelo tribunal e a corticeira viu-se obrigada a readmitir a trabalhadora.

Em janeiro deste ano, Cristina voltou a ser despedida, desta vez com a empresa a acusá-la de difamação, após ter sido multada pela Autoridade para as Condições do Trabalhado (ACT).

Das três multas aplicadas pela ACT, a empresa apenas aceitou pagar uma, recorreu de outra (referente a assédio moral) e aguarda-se saber as diligências relativas a uma terceira, relacionada com o segundo despedimento, que a ACT considera abusivo.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa