Detido por atear fogo na Amadora

Desacatos em Odivelas provocam um ferido

Homem ateou um incêndio florestal, na Brandoa.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve na terça-feira um homem de 29 anos pelo crime de incêndio florestal na freguesia da Brandoa, concelho da Amadora, no distrito de Lisboa.

Em comunicado, a PSP adianta que a polícia foi chamada às 17:05 de terça-feira para um incêndio que estaria a lavrar há pouco tempo, tendo o alerta sido dado por duas testemunhas.

“Face ao rápido acionamento dos bombeiros, foi possível conter rapidamente o incêndio, circunscrevendo a zona de mato a pouco mais de 50 metros quadrados de área ardida, ainda que a mesma estivesse a dirigir-se para uma zona edificada, distando pouco mais de 50 metros da Escola Fernando Namora”, refere a polícia.

As duas testemunhas informaram as autoridades que tinham visto o suspeito a “abandonar o local onde o incêndio se tinha iniciado, revelando sinais evidentes de um comportamento furtivo, procurando abandonar rapidamente o local”.

Na sequência da informação, a PSP detetou o suspeito nas imediações e às 17:15 deteve o homem, que ainda tentou fugir, sem sucesso.

O homem, que tinha na sua posse dois isqueiros quando foi detido, vai ser presente na quinta-feira a primeiro interrogatório judicial.

O arguido tem antecedentes criminais por crimes contra o património e em 2019 foi detido por um furto numa residência. Está também envolvido noutras ocorrências “relacionadas com a posse de estupefaciente e armas proibidas, algumas delas já transitadas em julgado, resultando na sua condenação”.