Dois mortos devido a transfusões de sangue

Dois mortos devido a transfusões de sangue
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Uma das mortes ocorreu devido a um erro.

Duas pessoas, uma na faixa etária dos 40-49 anos e a outra com idade entre os 80-89 anos, morreram devido a transfusões de sangue, no ano passado.

Segundo o ‘Relatório de Atividade Transfusional e Sistema Português de Hemovigilância 2021’, do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, um dos doentes morreu na sequência de um erro.

No outro caso, o paciente terá sido alvo de uma reação adversa.

Em 2021, foram contabilizadas 273 reações adversas em recetores.

Dos vários erros reportados durante a realização de processos de transfusão de sangue, os mais frequentes estiveram associados à administração da unidade errada (8), a uma identificação incorreta do doente (7) e a uma administração do grupo sanguíneo errado (5).