Empresas vão poupar na luz e gás

Portugal aprova limite ao preço do gás para reduzir fatura da eletricidade
Pexels/ Mikhail Nilov
PUB

Pacote de 3.000 ME vai reduzir faturas das empresas até 31% na luz e 42% no gás.

O ministro do Ambiente anunciou hoje que a intervenção de 3.000 milhões de euros nos mercados de eletricidade e de gás natural, dirigidos às empresas, permite poupanças de 30% a 31% na eletricidade e 23% a 42% no gás.

O anúncio foi feito pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, em conferência de imprensa, em Lisboa, para explicar o pacote de apoio à fatura energética das empresas, de 3.000 milhões de euros, previsto no acordo com os parceiros sociais assinado no domingo.

Duarte Cordeiro classificou a medida como a “maior intervenção no mercado energético em Portugal”.

“Estamos a falar de 2.000 milhões de euros no mercado eletricidade e 1.000 milhões de euros no mercado de gás natural, dirigidos a empresas, aos grandes consumidores”, afirmou o ministro, explicando que, face aos preços estimados para o próximo ano, permite uma redução de 30% a 31% na fatura da eletricidade das empresas e de 23% a 42% no caso do gás natural.

Segundo o governante, as injeções são feitas este ano, para interferir nos preços do próximo ano.