fbpx
Select Page
Portugal

Está com alergias? Níveis de pólenes muito elevados no continente

Sociedade de Alergologia e Imunologia Clínica deixa conselhos e deixa ainda alertas aos asmáticos, em Dia Mundial da Asma.

4 Maio, 2021 - 19:00

Eduarda Pires
Arquivo

Espirros, corrimento nasal, comichão na garganta, nariz e olhos. Se tem andado aflito com estes sintomas alérgicos, já deve saber que é da primavera e dos pólenes. O que talvez não saiba é que este ano a situação está um pouco mais grave: “Este ano, temos visto que, mercê das chuvas que caíram, há uns níveis atuais que estão realmente um bocadinho mais elevados. O que temos vindo a ver sempre é, de estação para estação, cada vez mais níveis médios mais elevados e uma durabilidade maior do período polínico.” A explicação é de Manuel Branco Ferreira, presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, que explica que os plátanos e as oliveiras, mas sobretudo as plantas gramíneas, como o trigo, são os principais culpados pelo fenómeno.

Aos mais afetados, deixa alguns conselhos: “Têm muitas vezes que evitar ir à rua nos períodos de maior intensidade polínica, que é durante o dia, porque realmente passam bastante mal. Mas também devo dizer que o uso de máscara, que temos usado por outros motivos, tem na grande maioria dos casos ajudado estes doentes polínicos a poderem suportar a ida à rua com um pouco menos de sintomas”.

Além disso, claro, os doentes já identificados devem manter os tratamentos prescritos. Entre eles, estão muitas vezes os asmáticos, cerca de 7 % da população portuguesa. Em Dia Mundial da Asma, que hoje se assinala, o alerta é para não descurar a vigilância desta doença crónica: “O não ter a asma sob controle tem consequências no curto prazo que são as crises, os ataques de asma e eventualmente o recurso ao serviço de urgência. Mas também tem consequências no médio/longo prazo, com uma deterioração pulmonar que pode ir sendo progressiva e que pode terminar 20, 30, 40 anos depois em insuficiência respiratória e num doente com uma enorme limitação às suas atividades do dia-a-dia”.

Se está a ler este texto e a pensar que não é para si, por não sofrer de asma ou de alergias, atenção! Estas últimas, podem manifestar-se a qualquer altura da vida.

 

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa