Famílias com dificuldades em pagar contas

Deco quer linha de financiamento para crédito à habitação de famílias em dificuldades
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

71% das famílias portuguesas apresentaram dificuldades em pagar despesas mensais, em 2021.

Os números não são animadores. O barómetro da DECO revela que em 2021, 71% das famílias portuguesas apresentaram sérias dificuldades em pagar as habituais despesas mensais.

A maior ginástica financeira surge nos gastos referentes a atividades de lazer (41%), habitação (40%), saúde (39%%), mobilidade (39%) e alimentação (29%).

Olhando para os números de 2020, o estudo mostra que a dificuldade em enfrentar as despesas referentes a deslocações sofreu o maior aumento (7,2 pontos percentuais), seguindo-se os gastos com a habitação (4 pontos percentuais), alimentação (3,4 pontos percentuais) e saúde (1,6 pontos percentuais).

Segundo a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, a pandemia acabou por acentuar ainda mais as dificuldades económicas de milhares de famílias.

No entanto, com a escalada do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, os portugueses foram surpreendidos com o aumento dos preços dos combustíveis e da energia. Uma situação que poderá agravar-se ainda mais nos próximos meses.

O barómetro da Deco revela ainda que as famílias monoparentais e numerosas são as que têm mais dificuldades. Uma em cada dez vive mesmo em situação de pobreza extrema.

Por isso, e caso tenha dúvidas, saiba que a DECO, através do seu portal, deixa alguns conselhos a todos aqueles que pretendam gerir melhor o seu orçamento de forma a evitarem sobressaltos mesmo antes de o mês acabar.