Famílias sem condições de pagar rendas

Famílias sem condições de pagar rendas
Envato

Em Lisboa, haverá 800 famílias em risco de despejo. A Associação Nacional de Proprietários admite que a existência da norma travão, que impede o aumento das rendas, vai trazer mais casos nos próximos meses.

Ter um teto para viver é uma das necessidades básicas de qualquer família.

Mas na verdade nos dias que correm há muitas famílias que já não o conseguem fazer.
A medida travão do governo para não existir aumentos nas rendas em contratos anteriores a 2022 está a levar muitos proprietários a terminar contratos para começarem de novo com valores bem maiores.

E aí há famílias que já não conseguem suportar os custos.

“O coeficiente da atualização das rendas que devia ser 5,43% que foi alterado para apenas 2%. Neste momento estamos ainda naquela fase da comunicação da renovação do contrato e isso é perfeitamente legítimo. Depois pode ser feito novo contrato e aí, provavelmente, penso que o tiro saiu pela culatra a quem teve a infeliz ideia deste travão”, explica António Frias Marques, Presidente da Associação Nacional de Proprietários

A guerra entre proprietários e inquilinos que traz esta nova realidade um pouco por todo o país.

Em Lisboa, a Associação pelos direitos à habitação falam em mais de 800 famílias que até ao final do ano estarão sem casa. Mas pelo país são milhares os casos que chegam às associações todos os dias.