fbpx
Select Page
Portugal

Há menos chumbos e mais raparigas nas escolas

Estes são alguns dos fenómenos descritos no relatório do Estado da Educação 2018.

7 Dezembro, 2019 - 17:10

Patrícia de Freitas

Há menos chumbos, menos abandono escolar mas os alunos que decidem deixar de estudar antes do tempo são maioritariamente do sexo masculino, pelo que a escolaridade portuguesa está nitidamente feminina.

Estes são alguns dos fenómenos descritos no relatório do Estado da Educação 2018, do Conselho Nacional de Educação. Ano em que a taxa de retenção entre alunos do primeiro ao terceiro ciclos atingiu o valor mais baixo da última década.

No primeiro ciclo, apenas 3 em cada 100 crianças não passaram de ano. Já no segundo ciclo, 5 em cada 100 alunos não transitou. O terceiro ciclo foi o único nível cuja taxa se manteve inalterada, ou seja, chumbaram 8 em cada 100 estudantes.

O CNE considera estes números positivos mas lembra que são valores que continuam a ser superiores quando comparados com outros países da Europa e que têm consequências a médio e longo prazo. Entre as quais a dificuldade de ingressar no Ensino Superior ou até mesmo o abandono escolar.

Nesta matéria, são os rapazes que mais desistem de estudar.

Se olharmos para a realidade do ensino secundário, 54% das mulheres entre os 25 e os 44 anos terminou este nível de ensino, enquanto entre os homens a percentagem é de 45%. Contudo, o abandono escolar do ensino obrigatório é um fenómeno que tem estado em queda. Em 2009, tinha uma taxa de 31% e atualmente é de 12%. Ainda assim, superior à média dos 28 países da União Europeia, de 11%.

O Ensino Superior é frequentado sobretudo por mulheres. 42 em 100 tem um curso superior contra os 24 em 100 homens qualificados.

Para o CNE, a baixa percentagem do sexo masculino com formação superior é justificada com a oferta de cursos vocacionais no ensino secundário. Ressalvando a importância da existência dos cursos técnicos, o Conselho Nacional critica que estes jovens ficam em desvantagem quando se candidatam ao ensino superior, uma vez que têm de realizar as mesmas provas de acesso que o ensino regular.

 

 

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa