Homem operado a olho errado em Coimbra

Homem operado a olho errado em Coimbra

Cirurgia deveria ser ao olho esquerdo, mas acabou por ser realizada ao direito.

Um homem foi operado ao olho direito, ao invés do esquerdo, na Sanfil – Casa de Saúde de Santa Filomena, em Coimbra.

O caso remonta a 8 de maio de 2021 e foi ontem revelado pela Entidade Reguladora da Saúde.

A clínica, no âmbito do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia, “enquanto hospital de destino, aceitou, em 15 de abril de 2021, o vale de cirurgia (VC)” emitido a um utente “provindo do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) enquanto hospital de origem”. 

De acordo com a ERS, “estando a cirurgia prevista para o olho esquerdo – conforme proposta cirúrgica elaborada pelo CHUC e demais documentação clínica do utente -, o hospital de destino efetuou a mesma, erroneamente, ao olho direito”.

A lateralidade da cirurgia não terá sido indicada pelo hospital de Coimbra, pelo que a clínica terá questionado o paciente sobre qual o olho a operar.

Segundo a Entidade Reguladora da Saúde, a clínica “deveria ter contactado o hospital de origem para esclarecer tal questão” ao invés de “assumir, por sua iniciativa e sem qualquer contato prévio com o CHUC, a decisão de ser o olho direito o olho a operar “. 

Para a ERS, “mais grave ainda” é o “facto de, neste contexto, o hospital de destino ter questionado o utente sobre qual o olho a operar e de ter operado o olho direito por ter sido essa a preferência do utente, pois que, em caso algum, podia o hospital de destino deixar à consideração do utente a decisão (técnica e científica) sobre o olho concretamente a operar”. 

O paciente acabou por ser operado ao olho esquerdo no CHUC, a 16 de dezembro do ano passado, encontrando-se a situação resolvida.