Incêndios: Detido suspeito de atear fogo em Vagos

Polícia Judiciária, suspeito, crime, incêndio, assalto, agressão, arma de fogo
Foto Record TV

A Polícia Judiciária de Aveiro deteve o presumível autor de um crime de incêndio florestal ocorrido ao final da tarde de 7 de julho em Vagos, no distrito de Aveiro, informou hoje aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ esclareceu que o suspeito, de 59 anos, foi detido fora de flagrante delito, na quarta-feira.

Segundo a Judiciária, o detido ateou o fogo com recurso a chama direta, em zona de extensa mancha florestal, na localidade de Ponte de Vagos, provocando um incêndio que devastou “mais de dois hectares de área florestal, para além de anexos de uma habitação”.

“Não foi possível determinar qualquer motivação racional ou explicação plausível para a prática dos factos em investigação para além de um quadro grave de alcoolismo”, refere a mesma nota.