Incêndios: Fogo de Murça de novo “em curso” devido a reacendimentos

Incêndios: Nove meios aéreos combatem as chamas no concelho de Oliveira do Hospital
REUTERS/Rodrigo Antunes

O incêndio que deflagrou em Cortinhas, em Murça, e que se encontrava em conclusão ao início da tarde de hoje, está de novo “em curso” devido a reacendimentos, disse à Lusa fonte da proteção civil.

O incêndio que deflagrou em Cortinhas, em Murça, e que se encontrava em conclusão ao início da tarde de hoje, está de novo “em curso” devido a reacendimentos, disse à Lusa fonte da proteção civil.

De acordo com fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em causa estão “alguns reacendimentos no perímetro do incêndio que estão a ser combatidos” e que levaram a um reforço dos meios no terreno, nomeadamente de meios aéreos.

Pelas 16:00, de acordo com informação disponível no ‘site’ da ANEPC, o fogo mobilizava oito meios aéreos e 699 operacionais, apoiados por 223 meios terrestres.

O fogo deflagrou na tarde de domingo, em Cortinhas, no concelho de Murça, chegou a mobilizar mais de 800 operacionais de todo o país, e alastrou aos municípios vizinhos de Valpaços e Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real.

Na quarta-feira, o incêndio ficou reduzido a uma frente em Murça e, no ponto da situação feito no local ao final do dia pela Proteção Civil, foi adiantado que o incêndio estava “em fase de consolidação, rescaldo e vigilância” com apenas “uma pequena frente a lavrar com pouca intensidade”.

Já hoje, pelas 14:30, este incêndio encontrava-se “em conclusão” na página da ANEPC, mas continuava a ser o que mais meios mobilizava no país.

No mapa dos incêndios a nível nacional constavam, pelas 16:00, 370 ocorrências, que mobilizavam 2.666 operacionais, 840 viaturas e 19 meios aéreos.