Incêndios: Fogo em Palmela obriga à evacuação de centro social e habitações

Incêndios: Três famílias desalojadas e um bombeiro ferido em Alvaiázere
Lusa/ Paulo Cunha

O Centro Social de Palmela e algumas habitações foram evacuadas por causa do incêndio que lavra naquela vila e que está a ser combatido por mais de 300 operacionais, disse à Lusa o vice-presidente da Câmara.

De acordo com Luís Miguel Calha (CDU), dezenas de utentes do Centro Social foram transportados para a Biblioteca Municipal e os seus familiares avisados.

O autarca adiantou ainda que algumas habitações foram evacuadas e outras estão em risco de o serem também.

Pelas 16:00, o fogo obrigou também ao corte da estrada da Baixa de Palmela, que liga Palmela a Setúbal, nos dois sentidos.

Segundo o vice-presidente da Câmara de Palmela, o incêndio terá começado na denominada estrada da Cobra, uma estrada de terra batida.

Luís Miguel Calha disse ainda à Lusa que, às 16:00, eram várias as frentes de fogo ativas, à volta da vila de Palmela, nas serras do Louro e de São Luís, e outras em direção a Aires e à Quinta do Anjo.

Segundo o autarca, a Câmara Municipal está a disponibilizar todos os meios de que dispõe para apoiar o trabalho dos bombeiros e garantir o apoio logístico necessário.

Há também várias empresas da região a disponibilizarem meios próprios para ajudarem, de forma direta ou indireta, no combate ao incêndio, acrescentou.

De acordo com a página de Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o alerta para este incêndio foi dado às 12:04 e estavam às 16:20 no terreno 308 operacionais, apoiados por 74 veículos e dois meios aéreos.