Incêndios: Portugal deixa contingência e passa para situação de alerta

Incêndios: Fogo que começou numa fábrica em Penacova combatido por 233 operacionais
LUSA/ Hugo Delgado

Mais de mil operacionais estão no terreno no combate aos fogos. Incêndios em Murça, Caves e Fundão são os que mais preocupam.

Portugal entrou às 00:00 em situação de alerta depois de sete dias em situação de contingência devido aos incêndios e à vaga de calor registada.

Por esta altura são seis os incêndios florestais em curso em território nacional. Os incêndios de Murça, Chaves e Fundão são os que mais preocupam os bombeiros.

No Fundão, o incêndio que deflagrou na localidade de Fatela é combativo por quase 400 operacionais, apoiados por 117 viaturas e quatro meios aéreos.

Em Chaves, o incêndio na localidade do Bustelo está a ser acompanhado por 138 operacionais, 45 viaturas e um meio aéreo. Em Vila Real, no concelho de Murça, o incêndio que começou ontem à tarde em Cortinhas tem 181 operacionais alocados, com 58 meios terrestres e três meios aéreos.