fbpx
Select Page
Portugal

Magistrados do Ministério Público iniciam greve de três dias

PS alterou proposta sobre Estatuto do Ministério Público para que os procuradores tenham salários iguais aos dos juízes, mas a greve mantém-se.

26 Junho, 2019 - 11:20

Record TV com Lusa

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) cumpre hoje o primeiro de três dias de greve em protesto contra a falta de paralelismo com a magistratura judicial, entre outros pontos polémicos do Estatuto.

Segundo o presidente do sindicato, António Ventinhas, os acontecimentos desta semana, com a discussão na especialidade do Estatuto do Ministério Público e uma greve, serão “decisivos para o futuro do MP”.

Hoje, a ministra da Justiça será ouvida em comissão parlamentar na Assembleia da República, que está a discutir o Estatuto do Magistrado do MP e inicia-se uma greve de três dias.

Para o SMMP, há várias razões para fazer greve, a primeira das quais relacionada com a autonomia financeira, que “pode causar graves danos à investigação da criminalidade económico-financeira”, o paralelismo das magistraturas e as carreiras dos magistrados.

O sindicato considera também que o PS e o PSD efetuaram propostas para alterar a composição do Conselho Superior do Ministério Público, no sentido de diminuir a representação direta dos magistrados e aumentar o controlo político sobre o MP e a investigação criminal.

Esta quarta-feira vai ser cumprida uma greve nacional, na quinta-feira haverá uma paralisação dos magistrados dos distritos judiciais de Porto e Coimbra e na sexta-feira serão os magistrados do Ministério Público de Lisboa e Évora a fazer greve.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa