fbpx
Select Page
Portugal

Médicos amputam mama saudável no São João

Mulher ia fazer mastectomia à mama direita, mas acabaram por lhe retirar as duas.

27 Fevereiro, 2019 - 10:14

Virginia Galván
Maria João Gala/global Imagens

Susana Tomé acusa o Hospital de São João, no Porto, de lhe ter retirado a mama esquerda, sem autorização.

A mulher foi diagnosticada, em 2009, com um carcinoma na mama direita, e foi-lhe retirada parte do peito.

Em 2016, já livre do cancro, quis fazer reconstrução e propuseram-lhe fazer uma mastectomia total e reconstrução das duas mamas.

Consentiu apenas na mastectomia da mama direita e numa simetrização da esquerda, com recurso a prótese de silicone.

No entanto, quando acordou da cirurgia, percebeu que lhe tinham retirado também a mama esquerda.

Os dois médicos responsáveis, Álvaro Silva e José Luís Fuogo, foram punidos pela Ordem dos Médicos com 10 e 21 dias de suspensão.

No entanto, Susana Tomé vai avançar com um processo cível contra os médicos, no Tribunal Administrativo do Porto.

A Ordem dos Médicos avançou que os médicos cometeram o erro devido a uma “falha de comunicação” e cometeram “infracções graves, praticadas com negligência grosseira”.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa