fbpx
Select Page
Portugal

Migrantes que desembarcaram em Faro testados para a covid-19

Enquanto aguardam o resultado dos testes, deverão começar a ser ouvidos hoje em tribunal.

16 Setembro, 2020 - 14:25

Carla Pereira Dias

24 homens, três mulheres, uma delas grávida e uma criança são os elementos do mais recente grupo de migrantes que entrou ilegalmente em território nacional.

É a primeira vez que Portugal regista a chegada de um grupo de migrantes em que estão incluídas mulheres e crianças.

Os 28 migrantes desembarcaram na ilha Deserta em Faro vinham do norte de África e foram intercetados no areal, depois de as movimentações suspeitas terem sido reportadas às autoridades via 112.

A operação foi realizada pela Polícia Marítima e pela GNR que, além de intercetar os 28 migrantes, apreendeu também a embarcação utilizada na viagem.

O grupo foi entretanto instalado na Base de Apoio Logístico do Algarve, localizada em Quarteira, ficando à guarda da GNR e do SEF. É lá que têm sido assistidos e alimentados, bem como serão sujeitos à realização de testes à Covid-19.

Esta quarta-feira os 28 migrantes ficam a saber as medidas de coação decididas pelo Tribunal. À semelhança do que tem acontecido com os restantes migrantes que têm desembarcado na costa portuguesa de forma ilegal, as 28 pessoas devem ser enviadas para o Centro de Acolhimento Temporário do SEF.

Desde dezembro é o sexto desembarque clandestino registado no Algarve. Desde então são já 97 os migrantes que entraram ilegalmente território nacional.

ViajeCaDentro

Passatempo Record TV leva-o ao Oceanário – redes sociais

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa