fbpx
Select Page
Portugal

Militares da GNR agredidos a soco

Tribunal não aplicou medidas de coação a casal agressor.

10 Julho, 2019 - 15:55

Virginia Galván

Dois militares da GNR de Lourosa foram agredidos a murro por um casal, com cerca de 50 anos, em S. João de Ver, Santa Maria da Feira.

Quando os militares – um homem e uma mulher – chegaram ao prédio foram logo agredidos pelos suspeitos, que se encontravam embriagados e a causar distúrbios.

Os agressores – um motorista de 51 anos, já condenado por violência doméstica e condução sob o efeito do álcool, e uma empregada de restaurante de 46 anos, já detida por violência doméstica – ameaçaram pegar fogo aos militares, dirigindo-lhes também ameaças de morte.

A militar sofreu hematomas na zona do peito e o colega sofreu escoriações, tendo sido ambos assistidos no Hospital S. Sebastião.

Os agressores estavam a fazer ruído no prédio, gritando e batendo com portas.

Entretanto, entraram mesmo no apartamento de vizinhos, um casal, com cerca de 45 anos, que abriu a porta para ver o que se passava. Os suspeitos agrediram os vizinhos, ameaçaram-nos de morte e disseram que iam incendiar o prédio.

Presentes a tribunal, foram libertados sem medidas de coação.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa