Moedas vai propor criação de departamento anticorrupção na autarquia

Moedas vai propor criação de departamento anticorrupção na autarquia
ANDRE KOSTERS/LUSA
PUB

Presidente da Câmara de Lisboa confirmou buscas da PJ.

O presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, confirmou hoje buscas da PJ na terça-feira nas instalações da autarquia, que se referem a “mandatos anteriores”, e anunciou que o “departamento anticorrupção” será proposto ainda este mês.

Carlos Moedas falava aos jornalistas à margem da inauguração do novo escritório da Glovo em Lisboa.

Instado a comentar as buscas realizadas pela PJ, o autarca social-democrata começou por lembrar que estava na Glovo “para inaugurar” o escritório “de uma empresa inovadora com 140 pessoas”.

“Confirmo essas buscas na Câmara Municipal de Lisboa. Confirmo que essas buscas se referem a mandatos anteriores, a executivos anteriores ao meu. Confirmo que estamos a colaborar em tudo e, portanto, a Câmara Municipal vai colaborar obviamente com a justiça”, prosseguiu.

Hoje em dia, acrescentou, “realmente é importante dar o exemplo na política”, recordando que foi “o primeiro presidente da Câmara de Lisboa a criar um pelouro exatamente naquilo que é a transparência, no combate à corrupção”.

“Ainda este mês vou apresentar a proposta à Câmara Municipal de criação de um departamento anticorrupção”, anunciou o autarca, considerando isto “importantíssimo”.

“É a primeira vez que o estamos a fazer, é importantíssimo que todos os processos sejam totalmente transparentes dentro da Câmara Municipal”, salientou.