fbpx
Select Page
Portugal

Pedófilo de Aveiro vai pedir em tribunal para ser castrado

Predador de 27 anos liderava uma rede internacional de pedofilia. Está acusado de mais de 72 mil crimes de abuso sexual de menores e pornografia infantil.

14 Maio, 2019 - 18:43

Anabela Benedito

Tinha o sonho de ter um parque infantil num centro comercial com serviço de babysitting fora de horas e queria também tornar-se guarda-costas de crianças. O homem, de 27 anos, está acusado de 72 994 crimes de abuso sexual de menores e pornografia infantil.

O sonho que tanto almejava teve de ser interrompido. Quatro meses depois de ter sido condenado a dois anos de prisão com pena suspensa, o predador foi detido em casa pela Polícia Judiciária. Estava na cama com duas crianças de cinco anos.

Havia ainda fortes indícios de ter criado a maior rede internacional de pedofilia, a partir de Águeda, na habitação onde morava com os pais, irmã, cunhado e os dois filhos do casal.

Foi no lado mais negro da Internet que o predador, que queria muito ser pai, montou uma rede com membros em vários continentes. Trocavam entre si fotos e vídeos dos abusos que cometiam contra bebés e crianças de tenra idade.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, o pai do predador diz que o filho vai pedir em tribunal para ser castrado. A acusação revela ainda que o filho da antiga namorada foi uma das vítimas deste homem. Era a própria mãe que o levava para a casa do ex-namorado, onde passava várias noites. A investigação não tem dúvidas de que a mãe sabia que o menor era forçado a atos sexuais.

Está ainda acusado de abusar de sobrinhos, primos e de outras crianças que tomava conta. A família do predador sabia que abusava de menores no próprio quarto.

O julgamento arranca na próxima segunda-feira, no Campus de Justiça, em Lisboa.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa