PJ faz buscas a Isaltino Morais e Rodrigo Gonçalves

Isaltino Morais acusado de prevaricação de titular de cargo político
LUSA/ Miguel A. Lopes

Em causa estão suspeitas de corrupção.

A Polícia Judiciária está a fazer buscas a Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras e a Rodrigo Gonçalves, do PSD.

Em causa estão suspeitas de crimes de corrupção, participação económica em negócio e prevaricação, relativamente a projetos empresariais e imobiliários, esquemas de contratações fictícias de prestações de serviços para autarquias, apropriação ilícita de dinheiros públicos para proveito pessoal e para o financiamento de estruturas do PSD através dos chamados “sacos azuis”, avança a CNN Portugal.

Cerca de 100 elementos da Judiciária estão no terreno, em mais de 30 buscas a casas, empresas e duas câmaras municipais, Oeiras e Odivelas.

A mulher de Rodrigo Gonçalves exerce funções no departamento jurídico da Câmara de Odivelas. O dirigente da comissão política nacional do PSD é considerado um angariador de negócios com esquemas ilícitos para as autarquias de Oeiras e Odivelas.

Recorde-se que Isaltino Morais já cumpriu pena por outros ilícitos de natureza económica.