fbpx
Select Page
Portugal

Polícia condenado por desviar armas Glock da PSP

O agente Luís Gaiba foi condenado a nove anos e oito meses de prisão efetiva e a ter de abandonar a polícia.

16 Outubro, 2020 - 16:12

Record TV com Lusa

O Tribunal Central Criminal de Lisboa condenou, esta sexta-feira, a nove anos e oito meses de prisão, o agente Luís Gaiba, acusado de ter furtado e traficado 55 pistolas ​​​​​​​Glock do armeiro da PSP, em Lisboa.

O tribunal deu como provado que, entre 2015 a 2017, o agente desviou da PSP, armas, carregadores e kits de limpeza. Luís Gaiba prejudicou o Estado em 20.400 euros.

O antigo armeiro da PSP foi absolvido do crime de associação criminosa, mas condenado por tráfico e mediação de armas, branqueamento de capitais, peculato e detenção de arma proibida, crimes pelos quais foi condenado em cúmulo jurídico a nove anos e oito meses de prisão efetiva.

O tribunal deu como provado que Gaiba entregou as armas a António Laranjinha, que depois vendeu a pessoas ligadas a tráfico de droga. Laranjinha encontrou-se com a mulher de Luís Gaiba no convento de Mafra para “entregar um saquinho”.

António Laranjinha, que também é arguido no processo de Tancos, foi condenado a 5 anos e 10 meses de prisão pelo crime de tráfico e mediação de armas.

A mulher do polícia Huesley Gaiba dos Santos foi condenada a três anos de pena suspensa por peculato e absolvida do crime de associação criminosa.

O tribunal determinou a não condenação dos arguidos que estavam indiciados por associação criminosa.

Mrec - Amor Sem Igual (Versão Quinta)

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa