fbpx
Select Page
Portugal

Prisão preventiva para homicida da Golegã

Homem de 62 anos foi ouvido durante o dia de hoje num primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Santarém.

19 Fevereiro, 2019 - 18:13

Carla Pereira Dias
Record TV

Ficou em prisão preventiva o homem que matou com dois tiros de caçadeira a ex-companheira na Golegã, distrito de Santarém. Ana Maria é a 12ª vítima mortal de violência doméstica desde o início do ano.

Rui Vieira foi detido na madrugada de segunda-feira, horas depois de ter assassinado a ex-companheira com dois tiros de caçadeira.

O homem de 62 anos, 10 anos mais velho que Ana, não aceitava o fim da relação. Sem saber, Ana tinha sido perseguida e vigiada… No parque de estacionamento, esperou que ela saísse da danceteria com o atual companheiro e disparou. Ainda não era meia-noite quando o alerta foi dado às autoridades. Ana não resistiu aos ferimentos provocados pelos disparos da arma de fogo. O homem com quem estava foi também alvo da fúria do suspeito mas sofreu apenas alguns ferimentos na mão.

Segundo o primo direito de Ana, Rui já a tinha ameaçado de morte várias vezes.

Ana dos Azulejos, como era conhecida na Chamusca, estava divorciada há mais de dez anos. Mas com o ex-marido e o pai dos três filhos, a relação estava resolvida. Era na loja e na casa onde viveu até agosto do ano passado, na Chamusca, que Ana chegou a morar com o suspeito e com os filhos.

O suspeito está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma consumada e outro na forma tentada. É em prisão preventiva que vai aguardar o desenrolar do processo judicial e enquanto a investigação prossegue a cargo dos inspetores da Polícia Judiciária.

Ana Maria completava 54 anos em abril e é a 10.ª mulher a morrer vítima de violência doméstica. Os dados deste tipo de crime são mais negros, quando incluímos a criança de dois anos e o homem também eles vítimas. 12 mortos em apenas 50 dias.

Reveja a reportagem do Fala Portugal

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa