Quase uma em cada quatro crianças portuguesas em risco de pobreza e exclusão social 

Quase uma em cada quatro crianças portuguesas em risco de pobreza e exclusão social
Photo by Juan Pablo Serrano Arenas on Pexels.com
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Cerca de uma em cada quatro crianças portuguesas com menos de 18 anos (22,9%) vivia, em 2021, em situação de pobreza ou exclusão social, um valor abaixo da média da União Europeia (UE 24,4%), segundo dados divulgados pelo Eurostat.

De acordo com o serviço de estatística da UE, a pobreza e a exclusão social abrangem ainda 22,5% das pessoas acima dos 18 anos, com a média da UE a registar um valor aquém do de Portugal (21,1%).

Entre os Estados-membros, em 2021, as maiores percentagens de crianças em risco de pobreza e exclusão social foram registadas na Roménia (41,5%), Espanha (33,4%) e Bulgária (33,0%) e as menores, por seu lado, na Eslovénia (11,0%), Finlândia (13,2%) e República Checa (13,3%).

O Eurostat sublinha que as crianças que crescem em situação de pobreza e exclusão social têm maior dificuldade em obter bons resultados escolares, em ser saudáveis e a perceber o seu potencial no futuro.

Correm ainda maior risco de desemprego, pobreza e exclusão social em adultos.