fbpx
Select Page
Portugal

Raptora detida à porta de um hotel em França

Tribunal atribuiu guarda à avó por considerar mãe incapaz. A mulher de 29 anos esteve três anos em fuga com a menina.

20 Fevereiro, 2019 - 19:55

Carla Pereira Dias
Record TV

Sabe a Record TV que em dezembro de 2016 já tinha sido emitido um mandado de detenção europeu para esta mulher mas só na manhã de terça-feira é que foi dado cumprimento. A informação de que a mulher estaria num hotel de Nancy, em França, acabou por ser confirmada. Mãe e filha foram abordadas pela polícia francesa.

O caso remonta a meados de 2016. Altura em que a mulher perdeu a guarda da filha para a própria mãe. A par da falta de condições financeiras, o tribunal analisou as perícias realizadas. A mulher revelou não ser capaz de cuidar de uma criança. Estava descompensada. No entanto, nunca aceitou que a avó materna da menina ficasse com a filha de oito anos. Apesar de viverem lado a lado, na Quinta do Conde, concelho de Sesimbra, a mulher acabou por fugir para fora do país.

Esteve três anos em fuga com a filha, ação que lhe valeu o crime de rapto. Apesar de ausente, esteve sempre em contacto com alguns amigos e com a mãe. Aliás, os contactos com a avó da filha eram sempre no sentido de coagir para que fosse a tribunal rejeitar a guarda atribuída.

Durante os três anos em que esteve desaparecida, a mulher e a filha passaram um logo período em Espanha. Mas terão sido vários os países por onde terão passado, maioritariamente de hotel em hotel.

A Record TV sabe que a Polícia Judiciária já enviou os papéis do tribunal que comprovam que a criança está sob a guarda da avó. A mulher aguarda agora o desenrolar do processo pelas autoridades francesas para saber se será ou não extraditada.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa