Secretário de Estado Miguel Alves apresenta demissão

Secretário de Estado Miguel Alves apresenta demissão
LUSA/ Manuel Araújo

O secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, Miguel Alves, apresentou hoje a sua demissão ao chefe do Governo, António Costa.

Numa carta enviada ao primeiro-ministro, Miguel Alves afirma: “Face à acusação deduzida pelo Ministério Público, e mesmo não tendo conhecimento dos seus termos e pressupostos, entendo não estarem reunidas as condições que permitam a minha permanência no Governo de Portugal”.

“Agradeço a confiança depositada em mim pelo primeiro-ministro, o trabalho que foi possível fazer com todos os membros do Governo ao longo das últimas semanas. Estou de consciência tranquila, absolutamente convicto da legalidade de todas as decisões que tomei ao serviço da população de Caminha e muito empenhado em defender a minha honra no local e tempo próprio da Justiça”, escreveu o secretário de Estado.

Miguel Alves tem estado no centro de uma polémica relacionada com a sua anterior função como presidente da Câmara Municipal de Caminha, e também por ser arguido em dois processos judiciais.

Em causa está, segundo noticiou o Público, um “adiantamento duvidoso” de 300 mil euros em rendas a um empresário para a construção de um Centro de Exposições Transfronteiriço em Caminha, uma obra que ainda não começou apesar de o contrato-promessa entre o promotor e a autarquia ter sido assinado em 2020.