fbpx
Select Page
Portugal

“Segurança não está em causa” na Ponte da Arrábida

by 15 Maio, 2019 - 14:27

Pedaços que se desprenderam da estrutura são "argamassa de revestimento" e "não afeta em nada a estrutura".

by 15 Maio, 2019 - 14:27

Record TV com Lusa

A segurança da utilização da Ponte da Arrábida “não está em causa”, garantiu hoje fonte da Infraestruturas de Portugal, referindo que os pedaços que se desprenderam da estrutura e caíram na marginal do Porto são “argamassa de revestimento” e “não afeta em nada a estrutura”.

O trânsito na marginal do Porto encontra-se cortado junto à Ponte da Arrábida, nos dois sentidos, devido ao desprendimento de “vários pedaços” da estrutura, que não provocaram, contudo, danos ou vítimas, informou hoje a Câmara do Porto.

A Infraestruturas de Portugal garante que a estrutura não tem danos estruturais, opinião que o bastonário da Ordem dos Engenheiros partilha.

A Infraestruturas de Portugal está a traçar um” plano rápido de intervenção de manutenção na Ponte da Arrábida” e, em coordenação com a autarquia, vai definir qual o melhor momento” para intervir na Ponte, sendo que “qualquer intervenção vai obrigar a condicionar o trânsito”, acrescentou.

A intervenção obrigará a colocar no tabuleiro da Ponte da Arrábida “um camião com uma estrutura com um braço”, de modo a aceder às zonas afetadas (no arco), o que implicará condicionar o trânsito na via.

De acordo com a informação disponível na página da Internet da autarquia, “por precaução, apenas após a intervenção da Infraestruturas de Portugal (IP), dona da ponte, poderá ser reposta a circulação” naquela zona da rua do Ouro.

A Ponte da Arrábida, que liga o Porto e Vila Nova de Gaia, foi construída em 1963 e tem sido alvo, ao longo da sua vida, de frequente manutenção por parte do Estado, que é sua proprietária. É Monumento Nacional desde 2013.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa