fbpx
Select Page
Portugal

Sem-abrigo deixou cair bebé antes de o deitar ao lixo

Depois do parto, colocou o bebé num saco plástico. Recém-nascido caiu ao chão e chorou, sendo depois atirado para o ecoponto.

15 Novembro, 2019 - 18:00

Virginia Galván

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou ontem o pedido de habeas corpus feito por um grupo de advogados para libertar a sem-abrigo que deitou o filho recém-nascido num ecoponto, em Lisboa.

De acordo com um documento do Supremo, a mulher de 22 anos estava com o namorado na tenda quando entrou em trabalho de parto e disse que ia “dar uma volta”.

“Sara foi buscar o saco plástico com o objetivo de nele colocar o bebé, conforme o plano que previamente traçara e que consistia em nunca revelar a sua gravidez e o nascimento de um bebé, que pretendia matar”, pode ler-se.

Depois do parto, colocou o bebé num saco plástico. O recém-nascido caiu ao chão e chorou, sendo depois atirado para o ecoponto.

Sara voltou à tenda, tirou as roupas sujas e já de dia voltou junto do caixote do lixo e foi-se embora.

O bebé continua internado na Maternidade Alfredo da Costa, encontrando-se bem de saúde.

Sara está em prisão preventiva desde sexta-feira, indiciada por homicídio qualificado, na forma tentada.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa