fbpx
Select Page
Portugal

Suspeito de mais de 30 incêndios florestais apanhado em flagrante

Homem de 29 anos é ainda suspeito de ter provocado incêndio em canil de Santo Tirso.

5 Agosto, 2020 - 18:16

Anabela Benedito

A Polícia Judiciária, em colaboração com diversas entidades, deteve esta quarta-feira, um homem de 29 anos, suspeito de atear mais de 30 fogos numa zona florestal, de Valongo e Baltar, onde estão localizadas várias empresas e casas.

Em comunicado, a PJ revela que “os incêndios terão sido provocados com recurso a isqueiro, num quadro repetitivo, que se estende no tempo, pelo menos desde o início de julho.”

O detido, eletricista de profissão, estava constantemente em circulação, tanto de dia como de noite, nas zonas florestais, para, alegadamente, despistar a atenção das autoridades.

A PJ avança ainda que a investigação teve que avocar consideráveis recursos humanos e materiais, para concretizar a sua detenção na sequência de mais um ato criminoso.

O incêndio que vitimou dezenas de animais, num abrigo em Agrela – Santo Tirso, teve origem em Valongo, nesta altura as autoridades suspeitam que tenha sido causado pelo mesmo indivíduo.

“A permanente deflagração de incêndios florestais nas zonas de Valongo e Baltar, tem originado um esforço considerável por parte dos bombeiros e entidades responsáveis pela conservação da floresta, que há muito clamavam pela resolução da situação”, adianta a Polícia Judiciária.

Esta quinta-feira, o incendiário vai ser presente a tribunal.

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa