Suspeito de matar adepto do FC Porto fica em prisão preventiva

Suspeito de matar adepto do FC Porto fica em prisão preventiva

Tribunal de Instrução Criminal do Porto decretou prisão preventiva para Renato Gonçalves, suspeito da morte de Igor Silva.

Renato Gonçalves de 19 anos esteve fugido das autoridades portuguesas por mais de 24 horas. Acabaria por ser detido pela Polícia Judiciária do Porto em casa de um tio para onde fugiu, após acordar a rendição.

Foi presente hoje a primeiro-interrogatório e ouvido durante esta tarde por um juiz que mais tarde decretou a medida de coação mais gravosa. 

A morte de Igor Silva de 26 anos ocorreu durante festejos do título de campeão nacional do FC Porto, na madrugada de domingo, junto ao estádio do Dragão.

Os motivos para o crime prendem-se com questões pessoais, nomeadamente desentendimentos entre Renato e Igor que remontam a janeiro.