fbpx
Select Page
Portugal

Urgência de Viseu é um corredor com “meia dúzia de salas”

by 16 Julho, 2019 - 16:19

O Bastonário da Ordem dos Médicos visitou o Hospital de Viseu e relata uma situação insustentável.

by 16 Julho, 2019 - 16:19

Vítor Alvito

O bastonário da Ordem dos Médicos disse hoje que a urgência do Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV) é um “corredor com meia dúzia de salas” e defendeu uma solução “imediata” para o centro oncológico, que está numa “situação inacreditável”.

“Precisamos neste hospital de um serviço de urgência novo. Isto que existe atualmente não é propriamente um serviço de urgência, é um corredor com meia dúzia de salas, que nem sequer tem organização, nem condições de trabalho para as pessoas que lá estão, nem condições para os doentes que lá ocorrem”, disse Miguel Guimarães.

O bastonário falava aos jornalistas no final de uma visita aos serviços hospitalares, durante a manhã de hoje, e depois de reunir com a direção e, mais tarde, com os profissionais clínicos.

“Depois, é a questão do centro oncológico, que está numa situação inacreditável. Nunca vi um centro oncológico assim. Temos aqui uma situação muito preocupante e que tem de ser resolvida já, imediatamente, porque aqueles médicos, que são uns heróis, e os próprios doentes, que são lá tratados, não têm aquelas que são as condições mínimas para que isso aconteça”, apontou.

Miguel Guimarães adiantou ainda alguns números respeitantes ao tempo de espera para consultas da especialidade no CHTV, como, por exemplo, a dermatologia (662 dias de espera), na neurocirurgia (338), na urologia (1144), entre outras.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa