Viola neta da companheira em Setúbal

Viola neta da companheira em Setúbal
PUB

Um homem foi detido pela PJ de Setúbal por suspeitas de ter abusado sexualmente da neta da companheira. Os crimes foram cometidos durante sete anos.

A vítima, atualmente com 17 anos de idade, saiu em outubro do ano passado da casa onde vivia com a avó e o companheiro desde criança, altura em que decidiu denunciar o terror vivido durante a infância e a adolescência.

Ao que a Record TV conseguiu apurar, recentemente a jovem ganhou coragem e dirigiu-se à GNR da localidade de residência, onde relatou a forma como o companheiro da avó a submetia a atos sexuais desde que tinha oito anos de idade. A história perversa foi encaminhada para a Polícia Judiciária de Setúbal, que através da Brigada de Crimes Sexuais investigou toda a queixa.

Os inspetores apuraram que desde 2016, quando a menina tinha apenas oito anos, o homem de 53 anos terá abusado sexualmente da neta da companheira. Nos primeiros tempos, a exploração sexual era esporádica, mas a certa altura os crimes começaram a ser mais frequentes. Apesar de ser praticamente impossível de contar as vezes que a menina foi violada, a PJ acredita que serão várias dezenas de episódios.

De acordo com o apurado, a avó da menina não sabia dos crimes já que estes aconteceriam sempre que não estava em casa. Com o decorrer da investigação, a relação com a avó terá terminado e acabou por sair da casa em que residiam.

O suspeito foi detido. Sobre ele recaem suspeitas da prática de crimes de abuso sexual de crianças, abuso sexual de menores dependentes, violação e pornografia de menores. Ouvido em tribunal, foi-lhe decretada prisão domiciliária, com recurso a vigilância eletrónica, ficando ainda proibido de contactar as vítimas.