fbpx
Select Page
Portugal

Web Summit começa hoje em Lisboa

O norte-americano que denunciou as práticas de espionagem da Agência de Segurança Nacional dos EUA, Edward Snowden, participa hoje na abertura da Web Summit, que decorre até 7 de novembro no Parque das Nações, em Lisboa.

4 Novembro, 2019 - 09:37

Record TV com Lusa

Snowden vai participar por videoconferência, uma vez que se encontra asilado na Rússia, para onde fugiu depois de ter revelado informação confidencial e ser procurado pela justiça norte-americana.

Segundo a organização, Snowden vai responder a questões sobre o seu trabalho para a NSA, como ajudou a construir um sistema de vigilância que reuniu milhões de dados de cidadãos americanos e porque decidiu expor publicamente aquilo que considerou práticas ilegais da NSA.

Além de Snowden, o cofundador e presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, já tinha anunciado outros oradores “como o CEO [presidente executivo] do Tinder, o ‘chairman’ [presidente do Conselho de Administração] da Huawei, o CEO da Wikimedia, dois comissários europeus e muitos outros”.

“Esperamos 70 mil participantes, incluindo 1.800 ‘startup’, 1.500 investidores e dois mil membros de ‘media'”, afirmou à agência Lusa Paddy Cosgrave.

Além de assumir que a organização está “muito entusiasmada para ver algumas das iniciativas, como as mulheres na tecnologia e o ‘planet:tech'”, Paddy Cosgrave revelou que a edição de 2019 está também focada nas alterações climáticas.

“Estamos a caminhar na direção de um evento livre da utilização de plástico e muito do conteúdo que vamos ter no ‘planet:tech’ assenta no papel que a tecnologia pode assumir no combate às alterações climáticas. E isso acaba por realçar o trabalho que a Web Summit pode fazer, ao criar uma rede de conexões ambientais que podem traduzir-se em projetos pós evento”, defendeu.

Devido ao acordo firmado, em 2018, entre o Governo, a Câmara Municipal de Lisboa e Paddy Cosgrave, a Web Summit vai permanecer na capital portuguesa durante 10 anos.

“Temos um escritório em Lisboa, onde trabalham 12 pessoas, e estamos a planear expandir a nossa presença em Portugal. Estamos neste momento a contratar para várias áreas, desde desenvolvimento de ‘software’ até organização de eventos”, acrescentou o cofundador da Web Summit.

Entretanto, o primeiro-ministro António Costa recorreu ao Twitter para dar o ‘pontapé de saída’ na edição deste ano da Web Summit.

“Bem-vindos a mais uma edição da Web Summit. É um prazer receber-vos em Portugal, uma sociedade aberta e inovadora onde admiramos os empreendedores e celebramos a tecnologia”, escreveu o Chefe do Executivo num primeiro tweet.

Nesta senda, e numa segunda publicação via Twitter, António Costa reiterou que “esta semana temos de discutir como a inovação tecnológica pode resolver assuntos globais urgentes como o combate às alterações climáticas ou as desigualdades”.

A NOS anunciou que reforçou a cobertura de rede na FIL e Altice Arena, em Lisboa, devido à Web Summit, disponibilizando “oito vezes mais capacidade na rede móvel e dados naquelas instalações”.

“No âmbito do seu plano de investimento no reforço de rede móvel e atendendo às dezenas de milhares de visitantes esperados na edição de 2019 da Web Summit, a NOS acaba de reforçar a cobertura da FIL – Feira Internacional de Lisboa e Pavilhão Atlântico [Altice Arena], disponibilizando oito vezes mais capacidade na rede móvel e dados naquelas instalações”, refere a operadora, em comunicado.

A NOS adianta que o reforço da sua rede na FIL, Altice Arena e áreas circundantes “é permanente, não se esgotando com o final do maior evento tecnológico realizado em Portugal e que na edição transata recebeu cerca de 70 mil visitantes de 159 países”.

Salienta que “o aumento da capacidade permite aumentar as velocidades de acessos aos dados dos milhões de visitantes destes dois espaços de espetáculos, congressos e exposições”.

A operadora de telecomunicações liderada por Miguel Almeida acrescenta ainda que vai disponibilizar “também 5G [quinta geração móvel] em todo o espaço em que se realiza esta edição da Web Summit”.

A FIL e o Altice Arena, assim como as áreas circundantes, “estão cobertas por uma rede 5G, instalada com o parceiro Nokia, integralmente operacional para pilotos, com espectro na banda dos 3,5GHz solicitada à Anacom [Autoridade Nacional de Comunicações] para efeitos de testes”.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa