PUB

Preencher a declaração de IRS é, para muitas pessoas, um verdadeiro quebra-cabeças. O formulário automático veio facilitar a vida de milhares de contribuintes, no entanto, nem toda a gente é abrangida.

Arrancou a 1 de abril a entrega das declarações do IRS e, apesar de ser algo que se repete todos os anos, ainda provoca dúvidas a vários contribuintes.

Com a declaração automática tudo ficou mais simples, mas quem não entrega esse tipo de declaração, terá então de escolher a opção “Entregar declaração”.

Entrega do IRS começou no dia 1 de abril e decorre até ao final de junho

Como o próprio nome indica, a declaração pré-preenchida já vem com vários dados, cuja exatidão a pessoa deverá sempre confirmar.

Caso se trate de um casal, a contabilista Bruna Fernandes aconselha cada membro a preencher primeiro sozinho e só depois fazer a simulação conjunta, de forma a analisar o que é mais vantajoso.

Relativamente ao agregado familiar, um casal divorciado que tenha filhos já pode colocar as crianças no IRS em guarda conjunta. Desta forma, a despesa pode ser partilhada entre os dois pais.

“Colocamos a percentagem de partilha de despesas, para poder dividir a despesa do filho entre os membros do casal. Importante referir também que quem recebe pensão de alimentos deve incluir no Anexo A, e quem paga tem direito a declarar no anexo H, tendo uma dedução a coleta de 20 por cento. Esta questão das pensões de alimentos tem sempre de ser inserida manualmente”, alerta a contabilista.

Trabalhadores independentes já podem submeter a declaração

No caso das rendas, quem é inquilino deve verificar sempre no e-fatura se aparece o valor da dedução da renda. “Se por algum motivo não aparecer – o senhorio não colocou ou a morada fiscal está incorreta – deve ser inserida no anexo H o valor anual e identificar o imóvel”, explica Bruna Fernandes.

Dificuldades no IRS
© Envato

A contabilista aconselha ainda todos os contribuintes a fazerem a consignação do IRS: “Não muda nada no nosso IRS e estamos a ajudar uma instituição, toda a gente deve fazê-lo. Se, no entanto, colocarmos a opção do IVA aí sim, já mexe com o nosso IRS”.

Também os trabalhadores independentes já podem submeter a declaração, não precisando de esperar pelo mês de maio.

Casais devem primeiro simular declaração sozinhos e só depois em conjunto

A Autoridade Tributária já alertou, contudo, que este ano o valor dos reembolsos poderá ser inferior ao do ano passado, uma vez que baixaram as taxas de retenção na fonte em 2021. 

A entrega do IRS começou no dia 1 de abril e decorre até ao final do mês de junho. 

 

FONTE© Envato