O artista, criado em Vila do Conde, entrou no mundo da música com 15 anos. No entanto, foi aos 17 que lançou o seu primeiro single. Myles 6ix conta com vários sucessos como ‘Cops’, ‘Perco-me em ti’ e ‘Nós’. ‘Dona da minha boca’ é outro dos seus temas e fala de amor e cumplicidade.

Lançaste ‘Dona da minha boca’. Que história é que este single nos conta?
É sobre a minha história e a da minha relação. Tal como tenho vindo a meter nos outros sons acústicos, a minha essência está sempre presente.

Tens uma história à volta do romantismo. Porque é que para ti é importante falar sobre o amor?
Já lancei ‘Perco-me em ti’ e outros diversos sons à volta de um tema mais romântico. É sempre algo que gosto de abordar, porque tem muito a ver comigo e com a minha pessoa.

O que é significa a música ‘Dona da minha boca’ para a tua carreira?
É lógico que eu sei que os sons acústicos que eu tenho vindo a lançar conseguem abranger muitas mais pessoas e é isso que eu tento fazer. Quero que a minha música chegue ao maior número de pessoas – a crianças, jovens e adultos. Quero fazer música para todas as idades.

Qual é a diferença entre ser um rapper que faz música romântica e ser um cantor pop?
Como artista, canto diversos estilos – sons de amor ou motivacionais, por exemplo. Para mim, é mais fácil quando há diversidade, porque canto sempre o que estou a sentir no momento.

O que pretendes que as pessoas sintam quando ouvirem a tua música?
Quero que ouçam a música, vejam o videoclipe e que se motivem a amar.

A minha vida mudou desde que lancei a minha primeira música de amor

É fácil passares emoção nas tuas músicas?
Sim, tudo o que eu faço é feito com verdade e com a minha essência. Tento transmitir tudo isso nas minhas músicas.

Esta música, como dizes, é uma ode ao amor e à vida. É importante para ti mostrares isso nas tuas músicas?
Claro que sim. É uma fase que estou a viver e tenho vindo a viver desde há 4 anos. Tenho a ambição de passar algo que vivo às pessoas que ouvem o que faço.

Como tem sito o feedback à tua música?
Tem sido bom. Como é um som acústico consigo chegar a mais pessoas e, por isso, tenho recebido imensas mensagens que me motivam. Isso para mim é tudo.

Esta música está ligada, de alguma forma, a outras que tens vindo a mostrar?
Sim, é como se fosse uma série. Tento fazer música que aborda o mesmo tema, mas de forma diferente e em constante evolução. Esta nova música mostra a minha evolução, tanto a nível pessoal, como sentimental.

FONTED.R.