PUB

Mas não basta haver lume, comida e boa-disposição. Conheça alguns segredos para garantir grelhados perfeitos. E bom apetite!

Brasas

As boas brasas de carvão são um dos principais segredos para um churrasco inesquecível. Para começar, retire a grelha e despeje o carvão (de preferência vegetal, embora também possa usar ‘carvão ecológico’) no grelhador. A quantidade deve ser proporcional à dimensão do mesmo e à quantidade de alimentos que vai cozinhar. Em seguida, espalhe acendalhas, papel ou pinhas por debaixo do carvão.

Para iniciar o lume, use fósforos longos ou isqueiro de churrasco – correrá menos risco de se queimar. Quando as extremidades do carvão ficarem incandescentes, faça o ar circular com a ajuda de um ‘abanico’. Continue a abanar até que a maior parte do carvão fique em brasa – sem fazer chama, para os alimentos não ficarem carbonizados. Distribua as brasas por toda a superfície do grelhador, de forma a que o calor se espalhe uniformemente por toda a grelha.

Dicas sobre brasas
© Envato

Grelha

Quando as brasas estiverem quase no ponto, coloque a grelha. Deixe-a aquecer bem antes de colocar a comida. Dessa forma, para além de estar a desinfetá-la, garante que os alimentos não ficam colados à grelha – há também quem aplique limão ou vinagre para impedir que a comida não fique grudada ao metal. Para poder virar facilmente os alimentos, é conveniente ter – para além da grelha fixa – uma grelha dupla, que facilita o processo de ‘rotação’. É importante limpar bem a grelha sempre que terminar o churrasco. 

Dicas sobre brasas
© Envato

Confeção

A maioria dos grelhadores possibilita o ajustamento da altura da grelha. As carnes mais resistentes, como a de vaca, podem ficar mais próximas das brasas, ao contrário da de frango e porco. O peixe, por ser mais sensível ao calor, deve ficar mais afastado das brasas. Os alimentos estarão prontos para ser virados quando evidenciarem uma crosta ligeira, com as marcas da grelha – e normalmente basta fazer esta operação uma única vez.  

Dicas sobre brasas
© Envato

Tempero

O tempero depende sempre do gosto e do tipo de comida que se vai grelhar (carne, peixe, legumes, etc.). Há quem coloque apenas sal grosso quando os alimentos já estão em cima da grelha e há quem prefira temperá-los antes. Há ainda quem goste de preparar uma marinada (usando alho, azeite, massa de pimentão, limão, louro, ervas aromáticas, vinho, entre outros), na qual se mergulha previamente os alimentos, deixando-os a repousar por algum tempo.

Se fizer espetadas, pode ser uma boa solução – sobretudo no caso da carne – usar um pau de loureiro. Já o peixe, deve ser temperado apenas com sal grosso. Se for grelhado inteiro, coloque um pouco mais, para que se entranhe através da pele. Há temperos que se podem adicionar posteriormente – no caso das carnes, molhos de churrasco, alho ou vinagrete, para além do muito apreciado picante; já o peixe ficará uma delícia com limão ou o clássico azeite e vinagre.

Dicas sobre brasas
© Envato

Acompanhamento

Corte vários legumes às fatias (batata, cebola, tomate, pimento, beterraba, etc.), tempere-os com um fio de azeite, sal e ervas aromáticas. Pode também embrulhá-los em papel de alumínio, colocando-os posteriormente na grelha. Ou então, prepare uma salada com alface ou rúcula, tomate, cebola, milho e outros vegetais da sua preferência. Populares como acompanhamento dos grelhados são também as batatas fritas de pacote e o pão, um extra que não pode faltar.

Dicas sobre brasas
© Envato

Não esquecer!

Num churrasco, a pessoa responsável pela grelha é a mais importante. A sua missão é garantir que os alimentos não ficam secos nem esturricados, salvaguardando o seu sabor. À medida que é retirada da grelha, a comida deve ser colocada em travessas e servida de imediato, sem deixar arrefecer. Por estar mais exposto ao calor do lume e não poder abandonar o ‘posto’, é importante que haja quem garanta que o responsável pela grelha não desidrata.

Dicas sobre brasas
© Envato
FONTE© Envato